quinta-feira, 15 de março de 2012

Conflito entre gerações

O velho e o novo

Imagem: wacandido.blogspot.com.br

Sobre conflitos entre gerações, o médico inglês Ronald Gibson começou uma conferência citando quatro frases:

"A nossa juventude adora o luxo, é mal-educada, despreza a autoridade e não tem o menor respeito pelos mais velhos. Os nossos filhos hoje são verdadeiros tiranos. Eles não se levantam quando uma pessoa idosa entra, respondem aos pais e são simplesmente maus."

"Não tenho mais nenhuma esperança no futuro do nosso país se a juventude de hoje tomar o poder amanhã, porque esta juventude é insuportável, desenfreada, simplesmente horrível."

"O nosso mundo atingiu seu ponto crítico. Os filhos não ouvem mais os pais. O fim do mundo não pode estar muito longe."

"Esta juventude está estragada até o fundo do coração. Os jovens são maus e preguiçosos. Eles nunca serão como a juventude de antigamente... A juventude de hoje não será capaz de manter a nossa cultura."

Após ter lido as quatro citações, ficou satisfeito com a aprovação que os espectadores davam às frases. Então, revelou a origem delas: 
a primeira é de Sócrates (470-399 a.C.); 
a segunda é de Hesíodo (720 a.C.); 
a terceira é de um sacerdote do ano 2000 a.C.; 
a quarta estava escrita em um vaso de argila descoberto nas ruínas da Babilônia e tem mais de 4000 anos de existência.
_ _ _ _ _

Durante muito tempo se definiu geração como aqueles que sucediam seus pais. Portanto se calculava geração com um tempo médio de 25 anos.
A rápida mudança nas relações interpessoais causada pela tecnologia fez com que padrões distintos de costumes permitam classificar uma nova geração atualmente a cada 15 ou 10 anos, dependendo dos critérios utilizados. 
A tendência é que o espaço de tempo entre as gerações se reduza progressivamente.

Geração Baby Boomer (explosão de bebês) tem este nome por ser concebida como resultado do grande crescimento populacional ocorrido no mundo após o fim da Segunda Guerra Mundial, entre 1945 e fim da década de 1950.
Valorizam relacionamentos claramente hierarquizados e caracterizam-se por planejar seus objetivos e tarefas. 
Hoje, estas pessoas estão com mais de 60 anos e gostam de emprego fixo e estável. Elas valorizam muito a experiência e o tempo de trabalho numa empresa.

Geração X é composta por pessoas nascidas entre o início da década de 1960 e fim da década de 1970.
É a geração dos movimentos de contestação social, como os hippies e punks, caracterizando-se também pela oposição às guerras e às ditaduras. São desta geração também os Yuppies, expressão inglesa de "Young Urban Professional" (Jovem Profissional Urbano), que valorizam o sucesso profissional e a ostentação de riqueza.
As pessoas desta geração têm entre 40 e 45 anos e, acima de tudo, gostam de ter segurança financeira. Esta geração viu a tecnologia nascer, se adaptou a alguns de seus recursos, mas não aderiu tão massivamente a todos, ainda que os utilize mais do que os baby boomers.

Geração Y é a dos nascidos entre o início da década de 1980 e metade da década de 1990.
Seus integrantes têm no máximo 30 anos, são adeptos à tecnologia desde muito jovens. Estão habituados a fazer diversas atividades simultaneamente, são mais receptivos à inovação e caracterizam-se mais por agir do que planejar.
Adepta à tecnologia, está sempre em busca de novidades e desafios. Diferente dos baby boomers, esta geração não hesita em mudar de emprego buscando promoções rápidas na carreira profissional ou satisfação pessoal. Têm dificuldade em respeitar hierarquia ou participar de atividades em grupo que exijam muitas reuniões para tomada de decisões.

Geração Z é a das pessoas nascidas entre a metade da década de 1990 e o início dos anos 2000.
São os nativos digitais, isto é, não conhecem o mundo sem Internet. Percebem como necessário a conexão constante com a tecnologia, através iPads e iPhones. Ainda não dominam efetivamente o mercado de trabalho, mas trazem como característica serem individualistas e impacientes, vivendo de acordo com a velocidade e diferentes possibilidades do mundo digital e virtual.
Têm facilidade em se adaptar a novos conhecimentos e rotinas. Apesar da capacidade de se manterem em grandes grupos virtuais, demonstram pouca inclinação para o trabalho em equipe.

Se quiser saber mais sobre os desafios na convivência entre pessoas com diferentes visões de mundo e idades no local de trabalho, na escola e em casa, assista aos vídeos da série "Gerações" feita pela Rede Globo sobre o mercado de trabalho.
  
Parte 1 - Como pensam as gerações ( 7:52 )
https://www.youtube.com/watch?v=LuQvjZec2h8 

Parte 2 - Os conflitos entre valores diferentes ( 6:39 ) 
https://www.youtube.com/watch?v=Els7HnA8es4   

Parte 3 - Os desafios das empresas com a Geração Y ( 8:52 )
https://www.youtube.com/watch?v=LUZHA0Z-t3w 

Parte 4 - Empresas de sucesso criadas e dirigidas por jovens ( 8:59 )
https://www.youtube.com/watch?v=bgUxb5Mo8M8 

Parte 5 - A Geração Z ( 6:29 )
https://www.youtube.com/watch?v=g6w1cyxoGl8 

Fontes de consulta:
Wikipédia http://pt.wikipedia.org/wiki/Baby_boom )
Blog Brasil Acadêmico ( http://blog.brasilacademico.com/2011/01/geracao-x-y-z-ou-baby-boomer-qual-e-sua.html )
Blog Boreal http://www.agenciaboreal.com/blog/geracao-x-y-z/#postcomment ) 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...