quinta-feira, 10 de outubro de 2019

Dia da Honestidade

10 de outubro - Dia da Honestidade

Honestidade para um Brasil melhor

Hoje é celebrado o Dia da Honestidade, atitude muito útil para o bem viver coletivo, mas tão questionada na sociedade brasileira.
Diferentemente de outras datas, na pesquisa que realizei para esta publicação não consegui encontrar o motivo para sua celebração no dia 10 de outubro. Se alguém souber, peço que o diga nos comentários abaixo. 

A palavra honestidade tem origem no latim honos, que remete para honra, dignidade.

A honestidade pode ser uma característica de uma pessoa ou instituição, sendo a qualidade de falar a verdade, não dissimular. Agir honestamente é repudiar a malandragem e a esperteza de querer levar vantagem em detrimento dos outros.
De maneira explícita, é a obediência às regras morais existentes. É o respeito a alguns procedimentos que servem como guia para as decisões daquilo que é aceitável ou não fazer. Exercer a honestidade em caráter amplo é muito difícil, porque existem as convenções sociais que nem sempre espelham nossa realidade individual, mas como estão formalizadas são tidas como certas.

Alguns sinônimos de honestidade são: honradez, compostura, dignidade e decência.


Ser honesto(a) deve(ria) ser um comportamento óbvio, de tão generalizado, mas não é essa a cultura que se cultiva no Brasil. Apesar da maioria dos brasileiros viver honestamente, me parece que quem o faz se sente prejudicado nas possibilidades de melhoria de vida, tantos são os casos diariamente noticiados de enriquecimentos ilícitos através de golpes, fraudes, roubos, apropriações indevidas e outros (para mencionar apenas os prejuízos materiais, excluindo os danos contra a vida, a integridade emocional e física).

Parece-me que a honestidade, no Brasil, se tornou um favor feito a si mesmo e aos outros, não o comportamento naturalmente desejável e útil para a convivência e construção em grupo.

Desânimo de ser honesto

Uma pessoa desonesta pode cortar caminho na vida para atingir suas metas desejadas, mas chegar mais rápido onde se deseja não significa que poderá aproveitar de tal condição. 
Enquanto indivíduos honestos tendem a se inserir em grupos onde dão e recebem apoio para um crescimento mútuo, os desonestos têm a tendência de deixar os grupos num esforço para esconder dos outros seus ganhos desonestos ou se inserir em grupos de pessoas igualmente desonestas, onde há cumplicidade para os delitos mas não a tranquilidade do companheirismo autêntico, podendo ser enganados e lesados por pessoas ou instituições traiçoeiras.

A noção de honestidade é característica de uma boa formação de caráter! A pessoa/instituição honesta é digna de confiança. A recompensa do(a) honesto(a) é uma vida respeitável e merecedora de admiração, de consciência leve e tranquilidade natural. Sejamos então também honestos conosco, tomando decisões conscientes e acertadas, para viver sem medos e arrependimentos desnecessários.

Pensando sobre a honestidade, chego à conclusão que é uma escolha e atitude que mantemos não pelo que podemos ganhar, mas por aquilo que não devemos perder, como a paz de espírito, o senso de dignidade própria e a satisfação interior de se sentir fazendo o que é certo.

sábado, 21 de setembro de 2019

Árvores urbanas


Árvores & Cidades

ArborizAção

Quem já se sentou debaixo de uma árvore num dia quente, sabe que nada se compara à sua sombra. O frescor dela não é igualado por toldos, guarda-sóis ou lajes. Somado a isso tem o barulho calmante das folhas quando venta, a beleza e/ou odor das flores quando existem e o cantar dos pássaros, por ela atraídos.
Isso tudo é possível numa única árvore solitária, numa praça ou numa calçada; imagine então isso multiplicado por dezenas, centenas ou milhares em bosques e parques.

Uma rua arborizada se torna mais agradável para o transitar e menos estéril aos sentidos, possibilitando um panorama artístico quando estão bem podadas. Uma praça arborizada, com bancos à sombra, é um convite ao relaxamento, à contemplação solitária ou conversas confortáveis com os outros.
As árvores também tornam os ambientes mais úmidos, diminuindo as irritações nasais, dos olhos e da pele durante os períodos de seca prolongada.

Todos esses benefícios em troca da ação de plantar, regar e podar ocasionalmente da forma adequada... não é muito, então me é incompreensível que as cidades estejam cada vez menos acolhedoras e mais estéreis com suas calçadas nuas e quentes, paredões de concreto, cimento e vidro e pouca ou nenhuma natureza por diversos quarteirões seguidos!
Investindo na praticidade e baixo custo da pouca manutenção, as prefeituras estão negligenciando a qualidade de vida da população urbana, oferecida pelo paisagismo e o contato com a natureza dentro das cidades, mesmo que de forma limitada. Está ocorrendo um desleixo individual e governamental com o necessário e possível equilíbrio entre os fazer e o lazer, contrabalançando o trabalho com o descanso, para aqueles que não têm a possibilidade (por falta de dinheiro ou tempo) de sair da cidade em viagem para o campo.

A prefeitura plantou árvores na rua onde moro e, com o passar dos anos, os moradores foram arrancando as jovens árvores da frente de suas residências porque elas (realmente!) soltam diariamente uma grande quantidade de pequenas folhas, deixando a calçada suja e precisando de constante varrição. A única árvore restante atualmente é a que está no portão da minha casa, porque eu e minha mãe a adotamos, colocando rede de proteção em sua volta quando era mais nova e aguando-a com frequência. É fato que suas folhas sujam muito e exigem paciência e persistência, mas também é fato ser esta árvore um tipo que dá pequenas flores vermelhas durante quase todo o ano, atraindo muitos pássaros.
Pouco tempo depois que a prefeitura plantou esta leva de árvores que foi dizimada pelos moradores, numa parte um pouco acima da rua foram plantadas outro tipo de árvore. Como ficavam numa calçada no lado da rua onde não havia residências por ser um barranco, para garantir sua sobrevivência resolvi adotá-las e, nos dois primeiros anos após o plantio, andava os 50 metros rua acima de onde moro com um balde de água e molhava as oito árvores que me propus cuidar, amarrando depois nos finos caules uma garrafa de 2 litros com água, com a boca fortemente enfiada na terra molhada, para garantir hidratação por mais algum tempo. Fazia esta ação uma vez por semana, e o processo gastava em torno de 40 minutos. Todas as árvores que ajudei a cuidar estão vivas até hoje e alguns vizinhos, vendo que eu saía da minha casa para cuidar de uma árvore na frente da casa deles, resolveram ajudar na irrigação.
Não estou descrevendo estes fatos para me vangloriar! O objetivo é mostrar como atitudes simples, que não exigem muito tempo, dinheiro ou conhecimento técnico, fazem a diferença que propicia a continuidade das árvores, bem como um exemplo pode inspirar alguns a zelar pelo patrimônio público que é um centro urbano arborizado.

Junte-se a grupos que cultivam e plantam mudas de árvores – ou crie um se não tiver nenhum onde vive (duas ou três pessoas já conseguem fazer uma grande diferença, agindo uma vez por semana). Sua ação será uma colaboração para o presente e para o futuro, não só para você e para os seus, mas também para as futuras gerações. Mãos à obra!

Rua arborizada em Seritinga (MG)

Para ver uma publicação deste blog sobre o Dia da Árvore, celebrado no dia 21 de setembro, acesse:
https://historiasylvio.blogspot.com.br/2017/09/dia-da-arvore.html 

Ipê Rosa em área urbana

Fontes de referência:

InvestVida
Área verdes nas cidades e seu benefício para a saúde.
Qual árvore plantar na sua cidade.
https://www.ideiasdiferentes.com.br/qual-arvore-plantar-na-sua-cidade 

EcoVida
15 árvores adequadas para plantio em vias urbanas e dicas de como plantá-las adequadamente.
http://www.ecovidabomdespacho.com/2016/10/dicas-de-arvores-adequadas-para.html 

Soluções para Cidades
31 árvores que você pode plantar em sua calçada. Produzem frutos, sombras e flores. Não destroem calçadas nem danificam a rede elétrica. 
http://solucoesparacidades.com.br/blog/arvores-que-voce-pode-plantar-em-sua-calcada 

Yvelise de Oliveira
Pedido de Socorro: Árvores Urbanas – Não as deixem morrer! 
http://www.yvelisedeoliveira.com.br/news/arvores-urbanas-nao-as-deixem-morrer 

Vídeos: 

Benefícios das árvores urbanas
https://www.youtube.com/watch?v=stE9RgZAfq4 
(01:17) 

Meu Ambiente : Arborização Urbana
https://www.youtube.com/watch?v=JfCGuFQnVsE  
(24:03) 

As Árvores ( Documentário )

Rua arborizada em Caxambu (MG)
Foto : Rafael Siqueira

Túnel verde na Rua da República - Porto Alegre (RS)

Árvores bem podadas em Patrocínio do Muriaé (MG)

Árvores adultas cortadas na Av. Francisco Bicalho - Rio de Janeiro (RJ)

sábado, 7 de setembro de 2019

AtualizAção

Mudam as aparências, permanecem as essências !


Se a História nos ensina algo, é que não conseguimos aprender com a História !
Rachel Henderlite )

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...