segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

Anos Bissextos


Ano bissexto = 29 de fevereiro
Imagem: http://www.bemnerd.com/2012/02/blog-post_29.html 

Chama-se ano bissexto o ano ao qual é acrescentado um dia extra, ficando ele com 366 dias, um dia a mais do que os anos normais de 365 dias, ocorrendo a cada quatro anos (exceto anos múltiplos de 100 que não são múltiplos de 400). Isto é feito com o objetivo de manter o calendário anual ajustado com a translação da Terra em torno do Sol e com os eventos sazonais relacionados às estações do ano. 
A volta da Terra ao redor do Sol não é feita em exatos 365 dias, mas sim em 365 dias, 5 horas, 48 minutos e 46 segundos. Essa fração adicional de tempo é arredondada para seis horas e compensada no ano bissexto com a seguinte fórmula: 6 (horas) x 4 (anos) = 24 horas (1 dia).

O ano bissexto foi criado em 46 a.C. pelos romanos na época do imperador Júlio César, surgindo então o Calendário Juliano. Os romanos, que na ocasião já adotavam um calendário de 12 meses, optaram por fazer a introdução de mais um dia no mês de fevereiro, e dentro deste mês escolheram por duplicar o dia 24, chamando-o de antediem bis-sextum Calendas Martii (em latim: repetido sexto dia antes do Calendário de Março), surgindo o nome bissexto (duas vezes o sexto dia antes de março), que passou a designar o ano que tivesse este dia suplementar.
Para efetuar a correção necessária na época, o ano de 46 a.C. teve uma duração de 445 dias.
Os romanos escolheram o mês de fevereiro para adicionar o dia extra porque, além de ser o mês mais curto do ano  com 28 dias  este era o último mês em seu calendário, evitando assim mudanças das datas comemorativas e da agricultura ao longo da rotina anual. Quando fevereiro migrou para o começo do calendário, manteve a curta duração.
O ano tropical (período de um ano baseado no ciclo das estações) tem 365,2422 dias. Sabendo disso, o Calendário Juliano estipulava que, a cada três anos de 365 dias, haveria um ano bissexto de 366, resultando na média de 365,25 dias por ano.

A diferença entre 0,25 dia na média deste calendário e a duração do ano tropical parece insignificante mas, 1500 anos depois, o mundo já estava dez dias atrasado em relação à translação solar, o que já atrapalhava na regulação das épocas de plantio e colheita. Em 1578, por determinação do papa Gregório XIII, reuniu-se um grupo de sábios e astrônomos e um novo calendário foi criado, mudando a regra dos anos bissextos para o modo atual. Este novo calendário chama-se Calendário Gregoriano. Em 1582, o atraso acumulado foi tirado ao pular naquele ano do dia 4 para o dia 15 de outubro.

Estes são os atuais parâmetros para entender como se calcula os anos bissextos:
 São bissextos todos os anos múltiplos de 400, (Ex: 1600, 2000, 2400, 2800...)
São bissextos todos os múltiplos de 4 e não múltiplos de 100, (Ex: 1996, 2012, 2016…)
 Não são bissextos todos os demais anos.

É preciso fazer outros ajustes?
Sim, pois o período em que a Terra dá uma volta em torno do Sol tem pequenas variações. Desde 1972, o Serviço Internacional de Sistemas de Referência e Rotação da Terra adiciona alguns segundos ao nosso tempo. Isso já ocorreu 23 vezes – a última foi em 2005, com o acréscimo de 1 segundo no dia 31 de dezembro.

~ O ~

Infográficos

~ O ~

Curiosidades sobre os anos bissextos:

Há anos bissextos nos calendários de outros povos. O calendário judaico, por exemplo, tem um mês a mais em anos bissextos, para promover o ajuste ao ciclo solar. O mês adicional também faz parte do modelo de calendário chinês.
Os sistemas de calendário persa (também conhecido como iraniano) e hindu (utilizado na Índia) têm 365 dias, assim como o gregoriano, e um a mais em anos bissextos. Já o modelo islâmico se baseia nos ciclos lunares, com 354 dias distribuídos em 12 meses. Nesse caso, periodicamente um dia é acrescentado para fazer a correção.

 Na Grécia, aconselha-se a não casar e comprar casa em anos bissextos. Na Rússia, estes anos são associados com mudanças abruptas do clima e má sorte.

Na Irlanda, o 29 de fevereiro costuma ser aguardado com ansiedade pelas mulheres. A tradição irlandesa diz que o homem que for pedido em casamento nesta data não pode recusar a proposta. Na Dinamarca também é a data em que a mulher propõe casamento para o homem; e se ele recusar precisa dar 12 pares de luva para ela, em uma tradição que existe desde o império romano. Na Finlândia, homens que recusam o pedido feminino de casamento precisam dar um tecido para saia.

 O dia 29 de fevereiro é o Dia Mundial das Doenças Raras.

~ O ~

Já existiu 30 de fevereiro?

Sim, em três ocasiões! Uma vez na Suécia e outras duas na União Soviética. Fora esses casos específicos, a data nunca aconteceu.

O Calendário Gregoriano foi adotado, em 1582, pelos países católicos, mas os protestantes só se adaptaram no século 18. A protestante Suécia foi a exceção: em vez de pular os 10 dias de uma vez para ajustar o calendário, o país decidiu deixar de lado os dias extras dos anos bissextos de 1700 a 1740, tirando a diferença gradativamente.
Como planejado, a Suécia pulou o dia extra de 1700, mas neste mesmo ano os suecos foram atacados por uma coalizão entre Dinamarca, Rússia, Polônia e Saxônia, permanecendo em guerra até 1721, quando a Suécia foi derrotada. Envolvidos pela guerra, os suecos não corrigiram seu calendário em 1704 e 1708, fazendo com que o mesmo ficasse errado. Para corrigir o erro, em 1712 a Suécia adotou o Calendário Gregoriano e adicionou dois dias naquele ano (29 e 30 de fevereiro de 1712) para compensar os dois anos não corrigidos.

No início da União Soviética, foi estabelecido que todas as semanas teriam 5 dias, todos os meses teriam 30 dias (inclusive fevereiro) e mais 5 feriados seriam distribuídos pelo ano, totalizando 365 dias. Esse sistema foi iniciado em outubro de 1929 e cancelado em 1932, devido a dificuldades em conciliar as datas soviéticas com as dos outros países nos contatos diplomáticos e comerciais. Portanto, houve o dia 30 de fevereiro em 1931 e 1932.

~ O ~

Como é a comemoração do aniversário de quem nasce no dia 29 de fevereiro?

Quando o ano é bissexto, comemora-se no dia 29. Quando não é ano bissexto, o padrão é comemorar no dia 28 de fevereiro, último dia do mês em que se nasceu.
Para os nascidos neste dia minha dica é fazer uma dupla celebração nos dias 28 de fevereiro e 1º de março, assim aproveita-se melhor a liberdade oferecida pela data "ninja", que some e retorna ao calendário. Outra possibilidade para quem nasceu neste dia e quer dibrar a passagem do tempo é radicalizar e comemorar seu aniversário apenas a cada quatro anos, assim entrará na terceira idade  com 60 anos  soprando velas de 15 anos num bolo de debutante.
Tempos atrás alguns sistemas não aceitavam registros com o dia 29 de fevereiro. Para não ter problema na confecção de documentos, algumas crianças nascidas nessa data costumavam ser registradas em 28 de fevereiro ou em 1º de março. Estas pessoas podem reivindicar a retificação do registro mediante a apresentação de documentos que comprovem o fato, como a Declaração de Nascido Vivo (DNV).

Os exóticos aniversários de quem nasce em 29 de fevereiro
Imagem: https://scudnews.wordpress.com/2012/02 

Fontes de referência:

Ciência Hoje

EBC

Um comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...