terça-feira, 21 de abril de 2015

Dia da Conjuração Mineira

21 de abril - Dia de Tiradentes
No dia 21 de abril é celebrado no Brasil o Dia de Tiradentes, data criada para homenagear o principal ativista político da Inconfidência Mineira: Joaquim José da Silva Xavier. Na época era alferes (equivalente a tenente) do regimento de cavalaria dos Dragões Reais de Minas e tinha o apelido de Tiradentes por ter exercido também o ofício de dentista prático. Tiradentes ficou conhecido pelo entusiasmo com que buscava nas ruas a adesão do povo ao movimento e, ao contrário da maioria dos envolvidos, não fazia parte da elite financeira ou política.

A Inconfidência Mineira foi um movimento no Brasil em busca do fim da colonização portuguesa. No século XVIII, Portugal cobrava elevados impostos da população, apesar da queda na produção do ouro em Minas Gerais. Isso revoltou a elite da região mineira contra a metrópole europeia.
Os inconfidentes planejaram usar como data para revolução e independência de Minas Gerais a ocasião em que fosse decretada a Derrama, um confisco em toda a população de bens e dinheiro para completar o valor dos impostos estipulados.
Percebendo a crescente tensão e indícios de conspiração, os portugueses não realizaram a cobrança forçada dos impostos e, mediante denúncia de um dos envolvidos, realizaram uma série de rápidas e bem sucedidas prisões dos líderes do movimento.

Tiradentes foi preso em 10 de maio de 1789, na cidade do Rio de Janeiro, onde estava em busca de aliados para o movimento em Minas Gerais. Permaneceu preso por três anos enquanto duravam os interrogatórios dos envolvidos. Todos os presos negaram sua participação na conspiração ou declararam-se arrependidos. Apenas Joaquim José confirmou sua participação, sendo apontado por parte dos presos como o líder do movimento, função que acabou por declarar-se, apesar disso não ser a verdade. 
Foi julgado e condenado à morte. No dia 21 de abril de 1792 foi enforcado, decapitado e seu corpo foi esquartejado no Rio de Janeiro. Partes de seu corpo foram espalhadas pela Estrada Real, entre as cidades do Rio de Janeiro e Vila Rica (atual Ouro Preto), onde foi exposta sua cabeça na praça que atualmente leva seu nome. Seus descendentes foram considerados infames por três gerações e a casa onde vivia em Vila Rica foi destruída, sendo seu terreno salgado para que lá nada crescesse e no local o portugueses construíram um pequeno marco, onde uma placa lembrava da execução do antigo morador do local. 

Em setembro de 1821, pouco antes da independência do Brasil, o marco foi destruído por moradores de Ouro Preto cumprindo determinação da Junta do Governo Provisório de Minas Gerais. Em 1867, 45 anos após a independência, foi erguido no local um monumento em sua memória, por iniciativa do presidente da província Joaquim Saldanha Marinho. Mais tarde, no período republicano, o dia 21 de abril se tornou feriado nacional e Tiradentes foi proclamado patrono cívico da nação brasileira pela lei 4.867, de 9 de dezembro de 1965.
O dia 21 de abril foi o escolhido para celebrar a memória de Tiradentes por ter sido esta a data em que morreu enforcado, em 1792.


Heróis são pessoas que fizeram o que era necessário fazer, enfrentando as consequências. 
( Willian Shakespeare )


Para saber mais sobre a Inconfidência Mineira, acesse:

Vídeos:

21 de abril - Dia de Tiradentes
(3:59)

Dia 21 de abril é comemorado do Dia de Tiradentes
(2:56)

Construtores do Brasil - Tiradentes
(7:10)

Dia de Tiradentes - 21 de abril

21 de abril - Dia da Inconfidência Mineira
Comemoração do 21 de abril em Ouro Preto (2011)
Foto: Renato Cobucci
Imagem: flickr.com

Estátua de Tiradentes na parte superior do monumento na Praça Tiradentes
Ouro Preto (MG) - 24 Jan 2014
No local deste monumento ficou pendurada a cabeça de Tiradentes
no alto de um poste, até que fosse roubada durante a 3ª noite de exposição.
Até hoje não se sabe quem roubou e onde está a cabeça.
Foto: Sylvio Bazote

Estátua de Tiradentes em São João del-Rei (MG)  14 Jun 2012
A Fazenda do Pombal, local onde nasceu Joaquim José da Silva Xavier,
na época fazia parte do município de São João del-Rei.
Foto: Sylvio Bazote

Estátua do alferes Joaquim José da Silva Xavier em Tiradentes (MG)  18 Mai 2014
Após o falecimento dos pais, Joaquim José foi criado na infância por um tio
em São José del-Rei (atual Tiradentes), onde aprendeu com um primo
o ofício de dentista que lhe valeu o apelido pelo qual é lembrado.
Foto: Sylvio Bazote

Estátua de Tiradentes em Ritápolis (MG)  23 Abr 2011
A Fazenda do Pombal, local onde nasceu Joaquim José da Silva Xavier,
 atualmente faz parte do município de Ritápolis.
Foto: Sylvio Bazote

Alferes Joaquim José da Silva Xavier (Tiradentes)

2 comentários:

  1. Bom dia, Sylvio. Tudo bem?
    Gostaria de saber qual fonte você utilizou em sua pesquisa em relação à destruição do Marco da Infâmia.
    Você postou que "logo após a independência do Brasil, em 1822, o marco foi destruído por moradores de Ouro Preto.."

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Isabela.

      Baseei-me nos escritos da ouro-pretana Angela Leite Xavier. Procurei a fonte de pesquisa que usei e não achei. Fazendo nova busca agora, encontrei no livro “Letras de Minas e outros ensaios” (autoria de Hélio Lopes) a afirmação de que o monumento foi derrubado em setembro de 1821, por ordem do então governo de Minas.
      Tendo em vista isso, já corrigi o texto na minha postagem. Agradeço seu interesse que me fez encontrar um erro nas minhas informações. Caso encontre mais fatos e fontes sobre o monumento Marco da Infâmia, peço que me envie o nome do(s) livro(s) e link(s) para que eu possa pesquisar mais sobre este assunto – que tanto me interessa – e passar informações confiáveis neste blog.

      Seguem duas fontes:

      Letras de Minas e outros ensaios
      Hélio Lopes. Editora da Universidade de São Paulo (EdUSP), São Paulo, 1997.
      “Antes de proclamar-se a Independência, a Junta do Governo Provisório e o povo de Ouro Preto derrubaram o marco de infâmia no terreno arrasado na rua São José, onde fora a casa de Joaquim José. Isto em setembro de 1821.”
      https://books.google.com.br/books?id=p--jHdG3PCUC&pg=PA297&lpg=PA297&dq=Marco+da+Inf%C3%A2mia+Ouro+Preto&source=bl&ots=R22TKTF4Ot&sig=2rCY9d0jCRxnlcLb9dTug5EYC-A&hl=pt-BR&sa=X&ved=0ahUKEwjB4YOqgafKAhWJfpAKHZ5-BqQQ6AEIHDAA#v=onepage&q=Marco%20da%20Inf%C3%A2mia%20Ouro%20Preto&f=false

      História Viva
      A memória de 21 de abril
      “Às vésperas da independência do Brasil, o monumento à rainha em Ouro Preto foi demolido a mando do próprio governo de Minas”
      http://www2.uol.com.br/historiaviva/reportagens/a_memoria_de_21_de_abril.html

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...