quarta-feira, 20 de junho de 2012

Trilhas dos trilhos

Nas trilhas dos trilhos
PowerPoint (PPS)
Autor: Sylvio Bazote

Imagem: ossembiblioteca.wordpress

Nos caminhos dos trilhos

Os trilhos são, ao mesmo tempo, a certidão de nascimento de uma linha ferroviária e os vestígios pelos lugares por onde já passaram estes modernos dinossauros chamados locomotivas. 

Montanhas foram escavadas para que nelas fossem construídos túneis ou passagens, aterraram brejos e depressões no terreno, pontes foram feitas sobre rios, viadutos em precipícios e contenção de encostas.
Milhares de quilômetros de chão foram compactados e nivelados para que os trilhos não tivessem deformações verticais ou horizontais com a passagem dos trens.
Eram conferidos periodicamente, com dedicação e responsabilidade, a fixação correta e firme dos trilhos em cada um dos milhões de dormentes, do estado de conservação de ambos e a inexistência de objetos como árvores, grandes pedras ou outros obstáculos sobre a linha férrea.

Nos caminhos onde os trilhos foram retirados, enterrados ou roubados na cumplicidade entre o descaso e a desonestidade, ficaram apenas túneis e pontes como testemunhas de um passado repleto de esforço esquecido. Os dormentes e a brita usados na linha férrea também são recolhidos e usados para obras, legais e ilegais.

Um caminho ferroviário, destituído de seus trilhos, se torna apenas uma trilha, como tantas outras que foram abertas de forma espontânea pela necessidade, sem maiores planejamentos ou obras.
É a comprovação da possibilidade do retrocesso e do desperdício que a falta de visão a longo prazo pode causar em uma comunidade. 

Baixe a apresentação no link abaixo para ver uma coleção de belas imagens tendo os trilhos como tema.
• Após acessar o link, ignore a mensagem informando erro para visualizar o documento, se esta aparecer. O problema é apenas na visualização, mas o documento está disponível para ser baixado sem problema.
• Clicar em "Arquivo" abaixo de "Nas trilhas dos trilhos.pps" e depois clicar em "Fazer download"; ou
• Ciclar na palavra “here” ou “aqui” em azul, se você usa o Google Chrome.

Link para baixar o PowerPoint:
Nas trilhas dos trilhos
_ _ _ _ _

Como música do PowerPoint escolhi "Encontros e despedidas", por considerar a letra bela e pertinente.

Encontros e despedidas
( Milton Nascimento )

Mande notícias
Do mundo de lá
Diz quem fica
Me dê um abraço
Venha me apertar
Tô chegando..

Coisa que gosto é poder partir
Sem ter planos
Melhor ainda é poder voltar
Quando quero...

Todos os dias é um vai-e-vem
A vida se repete na estação
Tem gente que chega pra ficar
Tem gente que vai
Prá nunca mais..

Tem gente que vem e quer voltar
Tem gente que vai, quer ficar
Tem gente que veio só olhar
Tem gente a sorrir e a chorar
E assim chegar e partir...

São só dois lados
Da mesma viagem
O trem que chega
É o mesmo trem
Da partida...

A hora do encontro
É também, despedida
A plataforma dessa estação
É a vida desse meu lugar
É a vida desse meu lugar
É a vida...

Lá Lá Lá Lá Lá...

A hora do encontro
É também, despedida
A plataforma dessa estação
É a vida desse lugar
É a vida desse lugar

É a vida...

Baixe a música no link abaixo.
• Após acessar o link, ignore a mensagem informando erro para visualizar o documento, se esta aparecer. O problema é apenas na visualização, mas o documento está disponível para ser baixado sem problema.
• Clicar em "Arquivo" abaixo de "Encontros e despedidas.mp3" e depois clicar em "Fazer download".


Imagem: fotografandopensamentos.blogspot.com.br 

quinta-feira, 7 de junho de 2012

Monografia - Psicologia

Falar ou calar: uma questão de competência do psicólogo.          
(PDF)          
Autor: Sylvio Bazote 
Imagem: cursoadmfaci.blogspot.com

Monografia apresentada em novembro de 2002 na faculdade de Psicologia do Centro de Ensino Superior de Juiz de Fora (CES).

Este estudo tem como objetivo uma compilação das opiniões de diversos autores sobre o falar e o calar num processo de psicoterapia, concentrando-se na figura do terapeuta na clínica. Procura-se apontar deficiências na formação acadêmica e pessoal do profissional, bem como realizar uma análise crítica das pressões e inseguranças vividas pelos psicólogos com pouca experiência. Baseando-se em livros e periódicos da Psicanálise e Psicologia, comenta-se as finalidades de uma terapia e algumas consequências imediatas do sucesso ou fracasso de um processo terapêutico, associando tais eventos à necessidade de competência por parte do psicólogo.

Quando um psicólogo deve falar ou se calar? Quais são as referências para que o silêncio seja um instrumento terapêutico e não uma estratégia de defesa ou negligência por parte do profissional? Intimidado pela responsabilidade de um falar perfeito, alguns psicólogos se acomodam em um silêncio prejudicial ao sucesso da terapia e ao reconhecimento da eficiência e importância da Psicologia como ciência.

Palavras-chave: Psicoterapia; silêncio; fala; finalidades da terapia; formação profissional.

Baixe o arquivo no link abaixo.
 Após acessar o link, clicar em "Arquivo" abaixo do nome da monografia e depois clicar em "Fazer download".

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...